sexta-feira, 15 de março de 2019

SOPHILUSTRA - descodificar ilustrações

ARTICULAÇÃO COM PORTUGUÊS
Semana da Leitura
Professora Alice Fernandes


Ilustração: Rapaz de Bronze


Num dia de sol, uma papoila estava muito triste, pois não tinha nenhuma amiga.
    Três borboletas azuis saíram do seu casulo para dar um passeio ao ar livre.
    Enquanto voavam alegremente nos campos, encontraram uma papoila a chorar e resolveram falar com ela.
    A papoila disse-lhes que não tinha ninguém para conversar e as borboletas perguntaram se podiam ser amigas. A papoila aceitou e foram todas muito felizes.

Matilde Geraldes e Marta Rodrigues  5º E

Chegou a primavera e com ela a alegria.
As borboletas e as flores encantam o nosso dia.
Vermelhas e azuis são as borboletas que chegam aos nossos campos para alegrar esta estação.

Joana Pires e Mª Manuela Costa 5º E


Ilustração: A menina do mar


    Era uma vez um menino e uma menina que estavam a brincar na casa da árvore.
    De repente, viram um gigante a dormir junto à árvore e ficaram assustados. Mesmo assim decidiram tentar tirá-lo de lá sem ele acordar. Pediram ajuda à sua amiga aranha para o enrolar numa teia. E assim foi, enrolaram-no e puxaram-no, colocando-o noutro sítio.

                                       Paula Cunha, Sara Costa, Maria Tão, Fabiana Carvalho e Tomás Santo 5ºE



   O Miguel, um menino muito feliz, foi ao parque com os seus amigos e reparou num senhor com muito mau aspeto, mas não lhe deu muita importância. Quando se ausentou para beber água, o senhor raptou-o.
    Passado algum tempo, os amigos deram pela sua ausência e pensaram que podia ter sido aquele senhor com mau aspeto. Então, decidiram pregar-lhe uma partida: foram a uma loja de animais comprar uma aranha.
Durante a tarde, enquanto o senhor dormia, a aranha com os seus novelos de lã pescou o menino.
    A aranha salvou o dia!

        Matilde Coutinho, Maria Fernandes, Daniela Rego e Mª Leonor Teixeira 5º E


    Um gigante que era guerreiro resolveu descansar. Enquanto isso, duas crianças e uma aranha preparavam uma valente partida, pois há muito tempo, o gigante tinha-os expulsado da floresta e resolveram vingar-se.

Mª Leite, Leonor Pinto, Mariana Brandão, Ana Tavares e João Morais 5º E




Ilustração: Os ciganos


    Um casal passeia à noite. Há pirilampos e lua cheia.
    O senhor resolveu pedi-la em casamento.
    E viveram felizes para sempre.
 Afonso Dias, Tomás Penelas e Guilherme Lopes 5º E

    Numa noite bela e encantada duas pessoas observavam a natureza.
    De repente apareceram luzes amarelas…eram pirilampos. O sonho da menina era tocar neles e assim o fez.
    Nesta noite cheia de surpresas, ela concretizou o seu sonho.

Ana Teixeira e Vasco Carvalhais 5º E
    Trezentos alegres pirilampos formam um coração para os apaixonados que adoram passar algum tempo a apreciar o pôr-do-sol.

Francisco Carvalho, Gabriel Xavier e Joel Santos 5º E

LEITURAS COM HISTÓRIA

Leituras com História - disciplina de História e Geografia de Portugal 5ano



SOPHILUSTRA

Ilustração da obra de Sophia de Mello Breyner Andresen na aula de Educação Visual.
(em construção)

“Por trás “Por trás da portada verde da pequena janela da casa de esquina uma mulher de olhos agudos, muito juntos e castanhos, vê tudo, sábia e arguta, terrivelmente atenta, como se o seu olhar lesse e amparasse o desacontecer das coisas.”
Vila d’Arcos, in Histórias da terra e do mar, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração Gonçalo Tomás - 7º F


“Florinda foi até ao lago redondo. Sob as grandes sombras verdes das árvores, na sua ilha de pedras e de fetos, o Rapaz de Bronze estava imóvel e calado.”
As flores, in O Rapaz de Bronze, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração  Margarida Sousa - 7º F

“Era uma vez um jardim maravilhoso, cheio de grandes tílias, bétulas, carvalhos, magnólias e plátanos.
Havia nele roseirais, jardins de buxo e pomares. E ruas muito compridas, entre muros de camélias talhadas.”

As flores, in O Rapaz de Bronze, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: Tiago Correia - 7º F



“Ali as cadeiras de vime pintadas de castanho quase preto fazem um círculo à roda da mesa baixa onde o cigarro poisado no cinzeiro arde sozinho ao lado de uma jarra cheia de dálias vermelhas.”

A casa do mar, in Histórias da terra e do mar, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: Leonor Xavier - 7º F


“As danças das flores eram extraordinárias, leves e lentas.
Primeiro, as flores formavam uma grande roda. Depois, a roda desfazia-se e transformava-se em estrela. E o lugar onde Florinda estava o centro da roda e o centro da estrela.”

As flores, in O Rapaz de Bronze, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: Henrique - 7º F


“Joana estava encarrapitada no muro. E passou na rua um garoto. Estava todo vestido de remendos e os seus olhos brilhavam como duas estrelas.”

Noite de Natal, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: Bruno Rafael - 7º F


“Como uma rapariga descalça a noite caminhava leve e lenta sobre a relva do jardim. Era uma jovem noite de junho, a primeira de junho. E debruçada sobre o tanque redondo ela mirava extasiadamente o reflexo do eu rosto. “

História da Gata Borralheira, in Histórias da terra e do mar, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: aluno 7º F

“A gruta era toda de coral e o seu chão era de areia branca e fina. Tinha em frente um jardim de anémonas azuis. O rapaz entrou na gruta e espreitou.”

A menina do mar, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: Aluno 7º F



“Era uma vez uma casa pintada de amarelo com um jardim à volta. No jardim havia tílias, bétulas, um cedro antigo, uma cerejeira e dois plátanos. Era debaixo do cedro que Joana brincava. “
Noite de Natal, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustração: Aluno 7º F      

“Na sua ilha de pedras e fetos, no meio do lago, a estátua estava muda e quieta.”
As flores, in O Rapaz de Bronze, Sophia de Mello Breyner Andresen
Ilustradora: Micaela - 7º F

SEMANA DA LEITURA


Rede de Bibliotecas de Vila Real celebra Semana da Leitura de 8 a 15 e março,  com uma programação diversificada
Alice começava a enfadar-se de estar sentada no barranco junto à sua irmã e de não ter nada que fazer; uma ou duas vezes espiara furtivamente o livro que ela estava a ler, mas não tinha figuras nem diálogos, “e de que serve um livro” – pensou Alice – “sem figuras nem diálogos?”. - Lewis Carroll

Ao escolher “Leitura e ilustração” como tema da Semana da Leitura 2019, tendo sempre presente o mote proposto pelo Plano Nacional de Leitura 2027 para a celebração do evento – “Hoje leitor, amanhã leitor!” - a Rede de Bibliotecas de Vila Real (RBVR) pretende, por um lado, sublinhar a importância da ilustração na compreensão leitora e no desenvolvimento da linguagem plástica e, por outro, suscitar a exploração das múltiplas relações que se estabelecem entre o texto verbal e o texto visual na produção do(s) sentido(s) do(s) texto(s). 
Para a consecução dos objetivos a que se propôs, a Equipa da Rede de Bibliotecas de Vila Real preparou um plano de atividades diversificado dirigido ao público escolar e à Comunidade em geral. A festa da leitura começa já no próximo dia 8, 9 e 10 de março, com a 1ª edição da Feira do Livro, no edifício do antigo Governo Civil, que conta com animação cultural preparada pelos Agrupamento e Escolas Não Agrupadas da Rede. Ao longo da semana, de 11 a 15 de março, haverá palestras, encontros com escritores e ilustradores, contos na eira,  visitas guiadas à Biblioteca Municipal, workshops,  exposições.
A concretização deste plano de atividades não seria possível sem o apoio e colaboração do Município de Vila Real, também ele apostado na formação de leitores, hoje, porque também ele consciente que os leitores de hoje serão os leitores-cidadãos esclarecidos, responsáveis, empáticos e criativos de amanhã. 

Rede de Bibliotecas de Vila Real

SELO - semana da leitura


MARCADOR SEMANA DA LEITURA


A ILUSTRAÇÃO - exposição